KIEHL'S: tudo o que se pode querer e ter (de uma marca)

9/30/2014


A Kiehl's tem tudo o que me faz querer perder por uma marca. Não é só uma embalagem, uma imagem, uma publicidade, uma campanha. Até porque a filosofia passa pelo boca-a-boca, vive da recomendação de quem já experimentou.

Mas é esta abordagem que gosto e que sinto que faz diferença. Prefiro não ser convencida por uma grande apresentação mas sim por um produto e pelos seus resultados. O bom da Kiehls é que dá a oportunidade ao consumidor de experimentar os produtos antes de fazer a sua compra. Ora para mim isto é como deve ser. O que me adianta comprar um creme ou outro cosmético qualquer, se depois de duas ou três utilizações a minha pele vai reagir mal e vou ficar com uma embalagem inutilizável? Não é o que quero nem o que procuro.


Na última visita que fiz à loja vim ainda mais contente. Antes tinha feito o teste diagnóstico (gratuito!) ao meu tipo e estado de pele e trouxe algumas amostras. Já conhecia alguns cremes, mas dessa vez experimentei também o Midnight Recovery Concentrate (mravilhoso, mas não milagroso – também não acredito em milagres) e o Skin Rescuer. O último ajudou muito a estabilizar o estado da minha pele (sensível e com muita tendência a ganhar qualquer borbulhinha ou vermelhidão) e não senti nenhum desconforto. Para mim é muito bom sinal quando isto acontece, já que é difícil de experimentar algum creme fora do baralho a que já esteja habituada sem ter surpresas desagradáveis. O melhor de tudo foi que, na última visita, dirigi-me à loja do Colombo para comprar o Skin Rescuer já que estava satisfeita com os resultados, mas não o fiz. E porquê? Porque não me deixaram. Sim o conselho que me deram foi experimentar mais duas semanas com mais duas amostras, para garantir que a minha pele estava mesmo satisfeita.


Os produtos não têm conservantes ou corantes, e os ingredientes são biodegradáveis. Reina a simplicidade e o natural, com embalagens de design simples (e suficiente).

Resumindo: não podia pedir mais de uma marca. Entro, tenho aconselhamento personalizado e perante as minhas necessidades e ninguém me “vende” nada que não faça sentido ou que seja só mais uma embalagem. O que conseguiram? Maximizar a minha experiência como consumidora. Assim que terminar a utilização das amostras vou finalmente buscá-lo.

Relacionados

0 comentários